recesso

Padrão

Pode-se argumentar que eu sequer estive, de verdade, longe de casa. Passar a semana fora, trabalhando como ando trabalhando, dificilmente se qualifica como “estar longe”. Mas agora que passo uns poucos dias seguidos aqui na capital (poucos demais) vejo o quanto realmente estive e estou distante. Recife é barulhenta, tumultuada, atarefada. E eu estou silenciosa, pensativa, cautelosa. Estamos nos estranhando um pouco. Mas talvez essas diferenças sejam só superficiais: o que eu queria mesmo era me sentir em casa. Não, não consigo dizer exatamente o que é, isso é bem frustrante. O que eu queria mesmo era me sentir, como dizem, home free.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s