Alô, vovô!

Padrão

Vovô,

A coisa que eu mais queria agora era que você o conhecesse. Queria que você escutasse sua risada, e o visse falar de música. Consigo vê-los, os dois, numa farra noite adentro, sem tempo. Você entenderia, mais que qualquer um, os nossos caminhos. Você saberia exatamente o porque dos por quês, e me chamaria de sua princesa, e determinaria – em ordem inquestionável – que ele me tratasse como uma rainha. Eu te vestiria de coletes finos, somente para vê-lo dobrar as mangas da camisa para tocar melhor o pandeiro. Você pediria para tocarem Aline, sem saber falar francês. Mas ele cantaria pra você, vovô. E ficaríamos todos orgulhosos. E você me daria uma abraço apertado, e me abençoaria. Era o que eu queria. Você lá, comigo, com ele. Eu atendendo o seu pedido, aquele que não pude atender em sua vida, vovô, que ficou pra depois. Mas que daqui a pouco será para agora. E eu faço questão de que você seja o primeiro a saber, lá.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s