Arquivo mensal: agosto 2008

baladas no jardim da infância

Padrão

fico impressionada com a vida social das crianças de hoje em dia. lembro que, quando pequena, eu e meus irmãos fazíamos a maior festa quando era dia de brincarmos no parque da jaqueira, ou quando tinha aniversário de algum primo; tudo isso era um grande acontecimento, porque nos outros dias ficávamos brincando em casa mesmo, ou com os vizinhos, ou no máximo para a casa da minha avó (a dois quarteirões da nossa casa). não tinha isso de festinha em buffet toda semana, de clube das estrelinhas no shopping ou de adultos obcecados por “entreter”.

tudo bem que éramos crianças mais, digamos assim, simples, e nossos pais não tinha um grande círculo social, e morávamos em jardim atlântico, olinda. mas quando olhamos para nossa infância (e fizemos isso olhando fotos há alguns dias), eu e meus irmãos concordamos que aquele tipo de vidinha foi o melhor presente de nossos pais para nossa inocência: permitiu que nos tornássemos crianças inventivas (fazíamos nossas próprias peças de teatro e brincadeiras) e independentes (não dava pra depender de papai e mamãe pra se divertir).

aí eu penso: será que também eu, se tivesse um filho, viraria mais uma mãe de agenda lotada, com mil e uma idéias para alimentá-lo de diversão? ?