poços de petróleo nos olhos

Padrão

cumprindo o ritual básico de todo míope, ontem fui ao oftalmologista. medi a pressão ocular (com direito àquele colírio amarelo horroroso), fiz exame de fundo de olho, verifiquei os muitos graus para correção com óculos, e fiz o que eu mais detesto fazer no oftalmologista: dilatei minha santa pupila.

acho que todo mundo odeia dilatar a pupila. arde, incomoda, não te permite ler a revista enquanto espera ser atendido. se o celular toca, não dá pra ver o nome de quem está chamando. há também a dificuldade em assinar o papelzinho do plano de saúde, porque o lugar da linha de assinatura fica borrado. mas, pra mim, nada se compara ao momento em que, com a receita nas mãos, saio da clínica escurinha para a rua, debaixo do sol escaldante às 11 da manhã.

tenho a impressão de que meus olhos se contorcem para se esconder da luminosidade. dirigir se torna uma tarefa penosa, somente possível com a ajuda de óculos escuros (com todos os meus muitos graus de correção). passar a tarde assistindo aula, então… eu escrevia no caderno como quem adivinha de olhos fechados. mas todos esses transtornos são normais e esperados, e deveriam ser provisórios, ultrapassados depois de algumas  horas os efeitos do medicamento. mas não em mim. por alguma característica maluca de sensibilidade à droga, passo uns dois dias inteirinhos com as pupilas enormes, escondendo o rosto no escuro e fugindo da luz do sol como um vampiro acuado. a luz de leitura ao lado da cama me dá a sensação clara de que há um sol no meio da minha madrugada. o reflexo do sol verdadeiro – de manhã cedo – na pedra do parapeito da varanda quase me cega.

e minha pupilas continuam gigantes, meus olhos pretos, absorvendo muito mais do que eu gostaria. talvez não só de luz. talvez a abertura alargada dos meus olhos me tornem toda mais sensível, mais não-me-toques. mais precisada de um ninho escuro e quentinho onde eu possa me esconder.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s