para os comensais

Padrão

desde pequena meu pai me disse que comer era uma ato social, e não um simples satisfazer de necessidade biológicas. o resultado dessa educação em que todos sentavam à mesa para almoçar, jantar e tomar café da manhã juntos é que, vinte anos depois, eu não sei mais fazer uma refeição sozinha. claro que não se trata de não saber, mas de não aceitar. quando sento na mesa vazia a comida não tem gosto, parece uma borracha, e mastigar se transforma num trabalho penoso. já a mesa cheia me dá fome, deixa o macarrão irresistível e me dá a sensação de que eu não alimentei só o corpo, mas também minha alegria (lembro que algumas vezes já cheguei a sentar na mesa com shylock na cadeira do lado a me fazer companhia pro jantar). não é que comer sozinha faça eu me sentir solitária: é que dividir as panelas me deixa mais amável.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s